Bagagem especial
Bagagem desportiva

Os passageiros que transportam bagagem desportiva têm 5 kg incluídos além dos permitidos pela tarifa que adquiriram e pelo seu nível de cliente BinterMás.

No caso de a bagagem total (incluindo a desportiva) exceder esse peso incluído, o passageiro deve pagar o preço do excesso de bagagem.

Entende-se como bagagem desportiva os elementos utilizados para a prática de desportos, tais como: equipamentos de mergulho, surf, boogie, windsurf ou kitesurf, parapente, equipamentos de golfe, de ciclismo, de esqui…

Todos os elementos do equipamento desportivo devem estar adequadamente colocados e seguros de forma para não causar desconforto ou danos durante o embarque, transporte e desembarque.

Dada a natureza desta bagagem, o passageiro deve chegar ao aeroporto com a antecedência suficiente para permitir a faturação e o transporte do equipamento até o avião e a sua carga no porão.

Não é permitido o transporte de dispositivos recreativos tais como hoveboards, air wheels, mini-segways… como bagagem de mão ou bagagem faturada.

O transporte da bagagem desportiva está sujeito à disponibilidade de espaço no porão do avião. Por este motivo, para a aceitação da mesma no voo, é necessário que o passageiro faça previamente a reserva de espaço nos nossos escritórios de venda dos aeroportos, na sua agência de viagens ou no nosso Serviço de Atenção Telefónica (902 391 392 – +34 928 327 700).

Condições particulares de alguns equipamentos

Surf, windsurf e outros desportos com vela/mastro/prancha

Nos voos internacionais, a bagagem desportiva náutica (pranchas de surf, windsurf, kitesurf e caiaques) é limitada a um tamanho máximo de 160 cm.

Tendo em conta as suas características, que normalmente impedem o transporte nas passadeiras de bagagem, corresponde ao pessoal da companhia utilizar um sistema que facilite o transporte dessa bagagem da área de faturação para o avião. As despesas que podem surgir deste conceito serão pagas pelo passageiro.

Equipamentos de mergulho

Quando o passageiro transportar um equipamento de mergulho, a garrafa de O2 deve estar vazia (despressurizada) e a lanterna deve estar separada da sua fonte de alimentação.

Equipamentos de golfe

Os tacos de golfe devem estar bem seguros dentro do saco, para não causar desconforto ou danos durante o embarque, transporte e desembarque.

Bicicletas

Pode faturar a bicicleta embalada. Caso contrário, a bicicleta deve ter os pedais desmontados, o guião virado para que não sobressaia, e as rodas seguradas e parcialmente esvaziadas.

Equipamentos eletrónicos

É permitido o uso durante o voo de dispositivos eletrónicos como telemóveis, computadores portáteis, tablets, reprodutores de música… sempre no modo avião ou equivalente, para que não emitam ou recebam um sinal.

Nenhum dispositivo eletrónico pode ser usado durante as fases de descolagem ou aterragem ou quando a tripulação o indicar.

Também nos nossos voos não é permitido o funcionamento a bordo de cigarros eletrónicos, aparelhos portáteis de rádio (emissores ou recetores), brinquedos de controlo remoto e dispositivos com ecrã de díodos de emissão de luz (LED), televisões, ou outros dispositivos que emitam ou recebam qualquer sinal. Também não é permitido ter ativado o bluetooth, infravermelhos… dos dispositivos.

No caso de levar algum equipamento eletrónico na sua bagagem faturada, lembramos que deve estar desligado.

- Dispositivos recreativos: não é permitido o transporte de dispositivos recreativos tais como hoverboards, air wheels, mini-segways… como bagagem de mão ou bagagem faturada.

Bagagem de valor declarado

Se pretender fazer uma declaração de valor especial, deve ter em conta que a avaliação da bagagem a declarar deve ser superior a 400 euros e não pode exceder 2.000 euros por passageiro. A taxa correspondente à declaração de valor é de 15% do valor declarado por passageiro, para o qual será emitido um bilhete de excesso de bagagem.

O passageiro deve segurar a bagagem fazendo a declaração de valor especial da mesma no aeroporto, apresentando-se com antecedência suficiente para poder realizar todos os procedimentos necessários, recomendando-se que se apresente pelo menos 3 horas antes da partida programada do voo.

Uma vez no aeroporto, será necessário abrir a bagagem que deseja declarar como valor especial para que a pessoa correspondente do pessoal possa verificar se esses objetos estão na bagagem e a quantia dos mesmos. Posteriormente, será pedido ao passageiro para fechar a bagagem com uma chave ou um dispositivo de segurança adequado.

Para ser aceite, a avaliação da bagagem a declarar deve ser superior a 400 euros e não pode exceder 2.000 euros por passageiro. A taxa correspondente à declaração de valor é de 15% do valor declarado por passageiro, para o qual será emitido um bilhete de excesso de bagagem.

Não são aceites bagagens com declaração de valor para viagens com ligações com outras companhias exceto se concordarem.

Bagagem Assento – Extra

É permitido o transporte de bagagem na cabina que devido ao valor ou fragilidade da mesma se deseja ocupar um assento (s) adicional (ais), sob a responsabilidade do passageiro (por exemplo: Instrumentos musicais, obras de arte, joias…).

O custo é o mesmo da tarifa correspondente se um passageiro viajar no referido assento, aplicável no momento da reserva do assento adicional. O limite de peso dessa bagagem é de 75 kg por assento reservado.

Deve ser feita uma reserva prévia que deve ser confirmada pela companhia e na qual a natureza, o peso e as medidas do objeto serão informados.